Categoria: Cultura (Página 1 de 3)

Halloween em um pequeno vilarejo escocês

No ano passado, eu escrevi um post explicando um pouco sobre o Halloween na Escócia.  Mas, ao invés de sair para o guising (se fantasiar e pedir doces-ou-travessuras nas casas), nós havíamos ido a uma festinha de Halloween, na casa de amigos. Já este ano participamos de tudo: festa e guising.

A escola local organizou uma festa de Halloween, dias antes, para as crianças e os pais, e estava bem legal. Tinha todas as comidas e brincadeiras típicas de Halloween, a escola estava inteira decorada e os pais e as crianças capricharam nas fantasias. Tinha também um concurso de abóboras e de melhor fantasia.

Ler mais

Sendo mãe de criança pequena na Escócia – Parte 2: Como planejar a alimentação de uma criança pequena em outro país?

Depois que eu saí de casa, com 26 anos, fui morar sozinha e assim fiquei por mais ou menos 10 anos. Eu achava chato cozinhar só para mim e também passava muito tempo no hospital, fazendo as minhas refeições por lá mesmo. Além do mais, não fui daquelas pessoas abençoadas com dotes culinários, embora eu adore ler sobre comida e experimentar novos sabores. Aliás, no meu doutorado avaliei o efeito de algumas intervenções dietéticas sobre a saúde cardiovascular, mais especificamente, do azeite de oliva e da noz pecã.

Bom, quando a Milena chegou, piscou meu sinal de alerta sobre o assunto. Contei com a ajuda da minha sogra e da tia do meu marido (que foi babá da Milena por nove meses), que tinham muita habilidade na cozinha, durante a introdução alimentar. Além de observá-las pilotando o fogão, peguei meu caderninho de receitas e fui anotando tudo, até como cozinhar a couve-flor (esse era o meu nível!). Mas quando me vi sozinha em Aberdeen, com um mundo de opções à minha frente, bloqueei. Sem contar que a Milena ficou rejeitando qualquer tipo de comida que eu oferecesse durante as primeiras duas semanas. Um pavor. Uma noite, depois que eu havia passado umas duas horas na cozinha preparando arroz, lentilha, um franguinho e cenoura cozida e ela não quis nada, fui chorar no quarto.

Buscando inspiração

Ler mais

Sendo mãe de criança pequena na Escócia – Parte 1: Como vestir uma criança no frio?

A pedido da Daniela Bohrer, que me conhece desde os 7 anos de idade, resolvi escrever esse post sobre maternidade. A Escócia me trouxe aprendizados especiais sobre ser mãe e me proporcionou muitas oportunidades para refletir sobre o assunto. Foi muito difícil parar de trabalhar, ficar com pouco dinheiro e enfrentar um inverno escuro e úmido, em outro país e sem nenhuma ajuda por perto, com uma criança de um ano de idade. Difícil mesmo. Antes de chegar, calculei que precisaria de três meses para nos adaptarmos, mas agora, um ano e meio depois, vejo que foram necessários mais do que doze. Bateu a solidão, a depressão e, posso dizer, alguns momentos de desespero.

Entretanto, recebi uma injeção de ânimo através de um precioso conselho.

Quando fazia aproximadamente um mês que estávamos em Aberdeen, em uma tarde, fui a um café organizado em um salão de uma igreja nas férias de inverno. Lá, fui acolhida por um simpático senhor

Ler mais

Entrevista para o Sassenachs BR

Tive uma conversa super legal com o pessoal da Sassenachs BR, sobre a Escócia e sobre Outlander, confiram no link: https://sassenachsbr.wordpress.com/2017/07/13/sassenachs-podcast-04-entrevista-com-a-outlander-anelise-kaminski/  

Ler mais

Dunnottar Castle

Não faz muito, a Silvia contou um pouco sobre o Dunnottar no post sobre os castelos de Aberdeenshire .

Ele estava no topo da minha lista de castelos para visitar (que é bem “comedida” e inclui cerca de apenas 90% dos castelos da Escócia) já há algum tempo e, agora que fui, ele passou a ocupar o topo da minha lista de castelos favoritos.

O Dunnottar é impressionante! O local, as ruínas, a natureza, o astral de todo o conjunto causam uma sensação mista de estar em um filme e estar no passado. Dá vontade de passar o dia todo por ali, andando pelos penhascos, pelas praias, explorando cada canto. O lugar é incrível mesmo, virei fã! 😍

O acesso requer disposição, pois é por um caminho íngreme de escadas, em uma espécie de ístmo entre os penhascos.

Ler mais

Pelos caminhos dos castelos em Aberdeenshire

Aqueles que já leram posts meus anteriores, sabem que moro em Aberdeen, na costa Noroeste da Escócia, junto ao mar do Norte. Ela é uma cidade portuária e é a maior de uma região chamada Aberdeenshire. Essa região é conhecida por ter a maior concentração de castelos por acre no Reino Unido. Antes de vir para cá, não tinha a menor ideia dessa particularidade. Fiquei mais entusiasmada ainda quando descobri que a maioria deles fica realmente muito perto de Aberdeen e que são ótimos programas para passar um dia fora. A seguir vou falar um pouquinho de cada um dos que eu visitei:

1- Slains Castle

Essas ruínas ficam no alto de um penhasco à beira do mar. Para chegar lá, tem um estacionamento sinalizado na localidade de Crudan Bay e outro na rodovia. A visita ao local é gratuita. O cenário é lindo e dizem que inspirou Bran Stocker a escrever Drácula.

Ler mais

Feira Medieval

Todo mês de maio, ocorre, em um final de semana específico, uma Feira Medieval no sul da Escócia, em Peebleshire. Descobrimos esse evento por acaso, no ano passado, enquanto passeávamos pela região, e gostamos tanto que resolvemos voltar este ano.

Pedro, aos 3 anos de idade, trajado adequadamente para a Feira Medieval.

A Feira reúne stands com demonstrações de como a vida era na Idade Média, com shows de dança, música, luta de cavaleiros, domadores de águias, bobo da corte, e atividades, como arco e flecha, oficina de espadas e escudos,

Ler mais

Boas razões para visitar a Catedral de Aberdeen

1. Fica no coração da cidade

Após chegarmos em Aberdeen, passaram-se duas semanas para eu me recuperar do choque inicial e para que o tempo ficasse firme o suficiente para eu criar coragem para ir caminhando até o centro da cidade. Um dia frio, mas bastante ensolarado, dia 25 de dezembro de 2015. O nosso destino era caminhar pela Union Street, a grande avenida da cidade. Ao entrarmos nela, logo nos deparamos com um enorme pórtico de granito, com árvores muito altas, que naquela época de inverno, encontravam-se desnudas. Ao fundo, a catedral (aqui chamada The Mither Kirk ou The Mother Church) da cidade, a Kirk of Saint Nicholas, com as típicas torres pontiagudas de estilo gótico. O jardim, que as pessoas ocupam como praça, era algo peculiar: um cemitério!

Foto: Silvia Garofallo

Ler mais

O “monstro” do Lago Ness e a Operação Deepscan

Texto de maio para o BPM, onde falo sobre o maior mistério do Lago Ness e explico o que foi a Operação Deepscan, a maior do mundo para tentar encontrar um monstro de lago:

http://www.brasileiraspelomundo.com/escocia-o-monstro-do-lago-ness-051456277

Ler mais

Escócia – Como os escoceses tratam os animais

Meu texto de abril para o portal Brasileiras pelo Mundo:

Escócia – Como os escoceses tratam os animais

 

Página 1 de 3

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén