Autor: Anelise (Página 1 de 6)

The Bicycle Tree

Era uma vez um jovem escocês, de linda tez, que jogava xadrez e … Ok, eu não sei se ele jogava xadrez e nem como era a pele dele. Também não sei o nome dele mas, para fins literários desta história, vamos chamá-lo de John MacBike.

John levava uma vida pacata nos arredores do igualmente pacato vilarejo de Brig O’Turk, que fica dentro do Parque Nacional do Loch Lomond e Trossachs. O que significa que, quando John saía por aí com sua bicicleta, lá no início do século passado, ele provavelmente passava por paisagens assim:

Fonte: The Telegraph

Ler mais

Burns Night

Dia 25 de janeiro é uma data em que os escoceces aproveitam para manifestar toda a sua escocesidade inata e latente: Burns Night. Neste dia, comemora-se o aniversário do poeta Robert Burns, que é o grande bardo da nação.

Hoje é um dia em que se vê mais kilts pelas ruas do que de costume, mas o evento mais importante é a Burns Supper – um jantar tradicional que celebra a vida e a obra do Mr Burns.

Ops, figura errada… sorry!

Ler mais

Halloween em um pequeno vilarejo escocês

No ano passado, eu escrevi um post explicando um pouco sobre o Halloween na Escócia.  Mas, ao invés de sair para o guising (se fantasiar e pedir doces-ou-travessuras nas casas), nós havíamos ido a uma festinha de Halloween, na casa de amigos. Já este ano participamos de tudo: festa e guising.

A escola local organizou uma festa de Halloween, dias antes, para as crianças e os pais, e estava bem legal. Tinha todas as comidas e brincadeiras típicas de Halloween, a escola estava inteira decorada e os pais e as crianças capricharam nas fantasias. Tinha também um concurso de abóboras e de melhor fantasia.

Ler mais

Direito de Vagar – o que é?

Quando escrevi o post sobre o círculo de pedras que visitei em Aberdeenshire, mencionei um tal “direito de vagar”. Muita gente me pediu pra explicar melhor o que é isso. Posso ter passado a impressão que esse direito me autoriza a sair pulando cercas e invadindo propriedades privadas Escócia afora, mas a coisa não é bem assim.

O direito de vagar (em inglês: the freedom to roam), ou também chamado, em alguns países nórdicos, de “everyman’s right” , é o direito do público em geral a acesso a terras públicas ou privadas para recreação e exercício. Ele parte do pressuposto de que todas as pessoas têm o direito de desfrutar das belezas naturais do país, como por exemplo da vista do topo de uma montanha ou uma praia isolada. E se, para chegar até o topo dessa montanha ou até essa praia, a pessoa precisar passar por território privado, então ela tem esse direito, desde que siga as regras do Código e o faça com educação e bom senso.

Esse é um direito muito antigo no norte da Europa, e também existe em países como Finlândia, Islândia, Noruega, Suécia, Estônia, Letônia, Lituânia, etcs. Ele é mais ou menos restritivo dependendo das leis de cada local. Na Suécia, por ex, pode-se inclusive

Ler mais

Guia de comportamento escocês para cada estação

Seguindo firme na minha missão de “escocesar” o mundo, eu hoje vou ensinar vocês a se comportarem como verdadeiros nativos dessas terras de clima nórdico maravilhoso.

As temperaturas médias da Escócia ficam em torno de 2 graus no inverno e 15 graus no verão. Ou seja, a variação, aqui, é menor durante o ano todo do que durante uma semana típica de outono em Florianópolis, por exemplo (ah, eu lembro bem! #traumas).

Brasileiros, nessas condições, sequer teriam “roupas de verão”. No máximo uma jaqueta mais leve para os meses mais quentes (mas que também, pra nós, são considerados frios). Então, meus amigos e amigas, não importa o mês que vocês venham para a Escócia, não tragam trajes tropicais porque vocês dificilmente terão a chance de tirá-los da mala.

Mas os escoceses gostam de se iludir e pensar que existe uma variação suficiente de temperatura para justificar o uso de “roupas de inverno” e “roupas de verão”.

Ler mais

Diário de um acampamento na Escócia

A primeira vez que acampei aqui na Escócia, foi no início de abril. O lugar era lindo, mas eu aprendi 2 importantes lições: 1. Não se acampa em abril; 2. Isolamento térmico é tudo na vida!

Embora durante o dia as temperaturas ficassem agradavelmente acima dos 10 graus (impossível não se animar), durante a noite elas despencavam. E eu quase congelei por falta de isolamento térmico. Joguei todas as cobertas e metade do meu saco de dormir pra cima do filhote, e fiquei enrolada na outra metade, sem conseguir dormir de tanto que tremia. O frio vinha do chão, parecia que eu estava deitada sobre um bloco de gelo. No dia seguinte, com chuva, voltamos pra casa.

Mas agora é verão (hahahaha, sempre rio quando escrevo essa palavra aqui!), ou seja, a melhor época do ano para acampar, certo?? Certo sim!!! Principalmente com um bom isolamento a tiracolo (item indispensável de acampamento na Escócia #1).

Ler mais

Dunnottar Castle

Não faz muito, a Silvia contou um pouco sobre o Dunnottar no post sobre os castelos de Aberdeenshire .

Ele estava no topo da minha lista de castelos para visitar (que é bem “comedida” e inclui cerca de apenas 90% dos castelos da Escócia) já há algum tempo e, agora que fui, ele passou a ocupar o topo da minha lista de castelos favoritos.

O Dunnottar é impressionante! O local, as ruínas, a natureza, o astral de todo o conjunto causam uma sensação mista de estar em um filme e estar no passado. Dá vontade de passar o dia todo por ali, andando pelos penhascos, pelas praias, explorando cada canto. O lugar é incrível mesmo, virei fã! 😍

O acesso requer disposição, pois é por um caminho íngreme de escadas, em uma espécie de ístmo entre os penhascos.

Ler mais

Festa de aniversário infantil na Escócia

Meu artigo do mês para o Portal Brasileiras pelo Mundo, explicando como são as festinhas por aqui:

http://www.brasileiraspelomundo.com/escocia-festas-de-aniversario-infantis-na-escocia-481457527

Ler mais

Balvaird Castle

O Balvaird Castle não está no roteiro turístico de ninguém e nem é tão conhecido. É um castelo menor, sem grandes histórias incríveis (ao menos que a gente saiba), e fica escondidinho entre Perthshire e Fife. Mas sabe aquela história de “no meio do caminho havia uma pedra”? Então, neste caso, haviam muitas pedras em forma de castelo, e claro que parei pra conferir.

Ele foi construído no século XV, e era a moradia dos Murrays, que eram proprietários (lordes) de todas as terras ao redor. Foi habitado por eles por cerca de 160 anos, e depois trocado por um castelo maior (ah, a riqueza…!).

Caminho que leva até o castelo.

Ler mais

Post Fitness: Como mantenho a forma na Escócia.

Uma das perguntas que eu nunca soube responder, sobre a vida na Escócia, é sobre opções de exercícios físicos. As pessoas querem saber se aqui existe academia, aula de zumba, natação, spinning, quanto custa, como funciona, etcs. Só que eu moro em um vilarejo de mil habitantes que não tem nem mercado, então sempre respondo, brincando, que minhas únicas opções, por aqui, são nadar no mar ou arremessar troncos, no melhor estilo Highlander Games.  Eu adoro nadar, mas guardo a minha coragem de entrar na água congelante para o Hogmanay. E arremessar troncos não faz bem o meu estilo.

Ler mais

Página 1 de 6

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén